• Posted by : Dark Zoroark 31 de jul de 2016

    Siga seus hobbies como se isso fosse um hobby.

    Cidade de Santalune, 13 de outubro de 2016.

    Santalune era uma pequena cidade comparada a Lumiose, mas era linda. Katy se impressionou com a arquitetura da cidade onde as casas eram feitas de pedras lembrando uma temática medieval entre as casas e edifícios haviam caminhos feitos de tijolos, algo que deixava a cidade ainda mais bela.
    Santalune é muito bonita! É bem diferente de qualquer cidade que eu já tenha visto. – comentou Katy. – Se bem que eu só vi Laverre e Lumiose.
    Realmente é uma cidade bem bonita. – concordou Shiro.
    Gente, olha para aquela fonte. – Eve apontou para um fonte semelhante a fonte da Rota 4, mas esta tinha o formato de uma Roselia.
    É muito linda! Vamos ver de mais perto. – Katy correu em direção a fonte.
    Ao se aproximarem conseguiam ver a ponte de uma forma melhor, ela estava localizada no centro da cidade. A estátua da Roselia, que ficava na fonte, liberava água de suas mãos que pareciam rosas.
    É enorme! – exclamou Kuro.
    Sim. – Katy se lembrou de algo. – Shiro, Roselia é a forma evoluída do Budew, não é?
    Shiro concordou com a cabeça.
    Então mostra a estátua para o Budew, tenho certeza que ele vai gostar. – sugeriu Katy.
    Eu não acho que seja uma boa ideia. – sussurrou Eve.
    Não se preocupe, não tem mais nenhum doce para ele te roubar. – disse Shiro ao liberar Budew.
    O pokémon broto saiu de sua pokébola e ao ver a fonte pulou dentro dela molhando todos os quatro que estavam ao redor. Budew ficou rindo deles.
    Eu disse que não era uma boa ideia. – reclamou Eve.
    Mas olhe pelo lado bom, o Budew está se divertindo. – Shiro se aproximou do Budew. – Está vendo este pokémon da estátua é um Roselia, sua forma evoluída, quem sabe algum dia você não cresça e se torne bonito como ele.
    Budew parecia interessado no que Shiro tinha acabado de falar, mas ele não quis perder a oportunidade e usou o Water Sport para molhar seu treinador mais uma vez. Todos riram e continuaram na fonte conversando por um tempo, mas então Kuro viu que aos seus arredores havia uma loja de espadas antigas e artesanais. Seus olhos brilharam, ele chegou ao lado de Shiro e puxou sua camisa para chamar atenção.
    Vamos naquela loja! – Kuro apontava para loja de espadas.
    Você e esse seu hobby. Tudo bem, vamos lá.
    Ao chegarem na frente da loja, Kuro estava quase babando, eram diversas espadas que ele via da vitrine, ele via Katanas, Rapiers, Longsword, Backswords, dentre outros tipos de espadas.
    Vamos entrar! – exclamou ele.
    Kuro, não acha que você vai demorar demais ai dentro? – indagou Shiro.
    Não se preocupe, se quiser podem me esperar na fonte Roselia. Eu até prefiro para falar a verdade, não gosto que me atrapalhem enquanto olho novas relíquias. – respondeu Kuro.
    Se você diz nos estaremos do lado da fonte Roselia, não tem como você se perder. Se sair da loja é só olhar para frente que nos verá.
    Shiro, não se preocupe, eu posso me perder com facilidade, mas eu não sou tão idiota a ponto de não achar a fonte Roselia.
    Shiro concordou e Kuro entrou na loja todo animado. Enquanto isso os outros três voltaram para fonte onde Budew se divertia. O tempo passava e Kuro continuava lá dentro da loja.
    Ele está demorando. – reclamou Eve.
    Deixe ele, não é sempre que encontramos uma loja de espadas tão grande. – disse Shiro.
    Mas está demorando demais! Nem eu demoro tanto para escolher a minha roupa!
    Só espere mais um pouco. – Shiro pegou o Budew e o levou até Eve. – Se está tão entediada, por que não brinca com o Budew.
    Eve olhou para o pequeno ladrão de doces, ele estava fazendo um cara fofa. Eve não queria mais machucar o pokémon broto, mas ainda sentia um pouco de raiva por ele ter comido seu doce. A cara que o Budew fazia, deixava o coração de Eve, mas relaxado em relação a ele e ela talvez estivesse pronta para perdoá-lo. Mas então a expressão do rosto do Budew mudou, ela estava sorrindo maleficamente para Eve, naquele momento Eve sentiu que o Budew estivesse dizendo “Vou roubar todos seus doces, sua princesinha de bosta!”
    Não! – gritou Eve de desespero e raiva.
    Budew mudou de expressão mais uma vez, estava com uma cara triste parecendo que queria chorar.
    Se não quer brincar com o Budew não precisava gritar. Assim você vai ferir os sentimentos dele. – reclamou Shiro.
    Me desculpa. – disse Eve.
    Não me desculpe, peça desculpas ao Budew.
    Eve fitou o pokémon broto que estava com um olhar bem triste, ela se sensibilizou um pouco e pediu desculpas, Budew ficou com uma expressão mais feliz se aproximou de Eve e a empurrou na fonte Roselia fazendo ela cair dentro e se molhar completamente. Em meio a raiva, Eve se levantou de dentro da fonte e viu a face do Budew sorridente querendo dizer “Não existe lugar neste mundo para dos comedores de doces! Você já era! Hehehehe”.
    Eve já estava preparada para atacar o Budew, mas então umas crianças que passavam por perto se aproximaram e agaram o pokémon broto.
    Olha! É um Budew, a pré-revolução do Roselia! – exclamou um menino que segurou o Budew.
    É mesmo! Que legal! – disse uma menina. – Deixa eu tocar.
    Eu também quero! – pediu outro menino.
    As crianças começaram a tocar no Budew, algo que chateou o broto que usou seu Water Sport para molhar a todos. Budew achou que aquilo o faria se livrar das crianças, mas ele estava errado, apenas deixou elas mais eufóricas.
    Ele solta água! Que legal! – disse o menino que segurava o Budew.
    Você se molhou todo. – comentou uma menina.
    Você também. – comentou outra. Elas então começaram a rir.
    A criança que segurava o Budew se aproximou de Shiro, que já não fazia ideia do que acontecia, e indagou:
    Você é o treinador do Budew?
    Sim, quer alguma coisa?
    Ebá! Vamos para escola! – comemorou a criança.
    O que? Não estou entendendo. – disse Shiro.
    Estamos indo para escola, quero que você e o Budew nos sigam para podermos brincar mais! – pediu o menino.
    Shiro tentou recusar, mas as crianças começaram a puxar e levar e o o Budew para escola. Katy e Eve sem entender o que acontecia os seguiram.


    A loja de espadas era enorme, diversas antiguidades e raridades se encontravam ali, mas como tudo era caro demais Kuro não poderia comprar nada, ele apenas chegava de fininho do lado de uma espada que gostava muito e tirava uma selfie com ela pelo celular, de forma que os vendedores da loja não percebessem e reclamassem.
    Com esta, temos 107 fotos. – comentou Kuro depois de tirar outra selfie. Ele olhou o celular e viu que já havia passado mais de uma hora que ele estava ali.
    Resolvi sair da loja e voltar para seus amigos. Ao ver a fonte Roselia seguiu até ela, mas ao chegar lá nenhum dos outros estavam o esperando.
    Não pode ser eles me abandonaram! – exclamou Kuro. – Ou será que errei o caminho? Claro que não, a fonte Roselia só pode ser esta. O que eu faço? O que eu faço?

    Não conseguia acreditar que eles tinham me deixado, fiquei nervoso e comecei a andar de um lado para o outro por um tempo até ter uma ideia. Resolvi ligar para Shiro que não atendeu e depois para as meninas que também não atenderam. Isto não podia estar acontecendo eles me abandonaram, agora me ignoravam. Tudo bem que eu demorei um pouquinho olhando a loja, mas não atender as minhas ligações era uma coisa muito má. Pensei em procurar eles, mas não seria uma boa ideia, provavelmente me perderia, por isso acabei-me sentando num banco ao lado da fonte Roselia para esperar eles voltarem.

    Algum tempo se passou e ninguém voltava, foi então que ele pode perceber um flash em seu rosto. Ao olhar para ver o que era, uma jovem mulher cabelos loiros presos e olhos verdes chegou ao lado de Kuro. Ela vestia uma camiseta regata branca que deixava parte de sua barriga e umbigo a mostra, ela usava uma calça jeans cheio de bolsos enorme e calçava botas pretas. O que mais chamava a atenção de Kuro era a máquina fotográfica que ela carregava e provavelmente o objeto que tinha emitido o flash de antes. Antes que pudesse dizer alguma coisa a jovem mulher sentou ao seu lado e mostrou para ela a foto que tinha acabado de tirar na tela touch de trás da máquina.
    Está vendo, este é você. Seu rosto está muito triste, assim as fotos não ficam boas. – contou ela. – Você está triste com algo? Está parecendo preocupado.
    Na verdade um pouco, meus amigos disseram que me esperariam aqui e sumiram. Estou esperando eles, mas está demorando. – desabafou Kuro ao fazer um triste expressão.
    Não, não, não! Não faça esta expressão, assim vai ficar feio nas fotos. Sorria, assim está vendo. – A mulher sorriu lindamente para Kuro que corou um pouco. – Está vendo sua expressão já melhorou. Isto merece uma foto.
    Outro flash saiu da câmera e acertou Kuro.
    Aqui. – A mulher mostrou para Kuro a foto que tinha acabado de tirar. – Esta foto ficou mais bonita.
    Por que está tirando foto de mim? – indagou Kuro que já não compreendia nada.
    Porque eu amo tirar fotos! Além disso, você é até bem bonitinho. – Kuro corou de vergonha. – Essa sua expressão me dá mais vontade de tirar fotos!
    Ela tirou mais uma foto.
    Você gosta mesmo de tirar fotos. – comentou Kuro.
    Eu adoro! É um dos meus principais hobbies! Adoro tirar foto de pessoas, de pokémons, de paisagens, de tudo!
    Que coisa legal. – sorriu Kuro.
    Diga xis!
    Outra foto foi tirada.
    E você, tem algum hobby? – indagou a jovem mulher enquanto olhava para as fotos, tiradas na câmera, pela tela touch.
    Tenho, eu adoro espadas! Gosto de pesquisar, olhar e colecionar elas, apesar que eu só possuo esta. – Kuro tirou sua espada, que sempre carregava, da bainha e mostrou para a mulher.
    Ela é muito linda. – elogiou a mulher.
    É sim, existem muitos estilos e tipos de espadas cada uma representa uma cultura e época onde cada espada tinha sua função, umas serviam para cortar, outras perfurar, já outra para resistir a ataques. – explicou Kuro.
    Nossa, que interessante. E a sua espada é de que tipo?
    A minha espada é um Katana, ela possui um formato mais curvado e é ótima para perfurar e cortar, mas está Katana aqui é cega, a lâmina não é afiada, ou seja, é muito difícil cortar alguém com ela, mas se bater com força vai doer bastante. Você pode ver que ela possui uma lâmina completamente negra e por causa dessa cor ela se chama Kuronotsurugi.
    Você parece gostar muito dela. Como foi que você encontrou a Kuronotsurugi? Que nome difícil.
    Eu ganhei de uma pessoa. – Kuro cerrou as mão, sua expressão havia mudado e ele parecia mais triste.
    Me desculpe, se falei algo de errado. Não fique triste, sorria! – A mulher sorriu para Kuro e mostrou a língua de uma forma fofa, algo que deixou ele mais feliz. – E seus amigos possuem algum hobby?
    Bem, o Shiro certamente adora ler e me abusar também. A Eve adora doces e a Katy gosta de batalhar e Bidoofs.
    Bidoofs?
    Deixa para lá! Me responda agora, o que gosta tanto nas fotos que tira? Tem alguma favorita? – indagou Kuro.
    Eu simplesmente adoro poder recolher os momentos felizes das pessoas e pokémons! Adoro tirar fotos de pessoas sorrindo. Acredito que com as fotos eu possa guardar tudo de forma que eu possa sempre me lembrar. Algumas tribos acreditavam que ao tirar uma foto se roubava uma parte da alma da pessoa, por isto evitavam tirar fotos, mas eu acredito que as fotos não roubam as almas das pessoas, eu acredito que elas reforçam as personalidades delas. Cada foto tem uma história e cada pessoa em cada foto tem outra história, tudo é algo muito grande, vasto e bonito! Eu não teria como escolher uma foto favorita, eu amo muitas, seria como escolher um filho favorito, acho impossível!

    Aquela mulher sempre sorria e parecia alegre, isto de certa forma de deixava mais tranquilo e sereno. Eu não me sentia mais agoniado em esperar os outros, estava me divertindo ouvindo ela falar, a personalidade levantava meu astral.

    Eu tive uma ideia! Eu tenho outro hobby além de tirar fotos, eu adoro batalhar. – disse a jovem mulher ao se levantar do banco entusiasmada. – Você tem algum pokémon?
    Eu tenho dois. – respondeu Kuro.
    Que ótimo! Então já que você está esperando seus amigos, por que não batalhamos enquanto nos esperamos eles voltarem?
    Está certo, mas não nos apresentamos ainda. Eu me chamo Kuro.
    Kuro, acho que este nome combina com você. – sorriu a jovem mulher. – Eu sou Viola, a líder de ginásio da cidade de Santalune.

    Líder de Ginásio? Mas o que?


    Era uma pequena escola de dois andares, Katy, Eve e Shiro foram levados para lá pelas crianças, a professora deixou todos entrarem, depois de um tempo a hora do recreio chegou. Eles estavam em uma pequena sala com diversas cadeiras, um grande quadro branco e uma TV onde passava programas diversos. As crianças brincavam com Shiro e Budew, fazendo diversas perguntas e tocando nos dois. Katy e Eve apenas observavam de longe, enquanto Shiro olhava para as duas meninas com um olhar de desespero como se estivesse pedindo ajuda para sair daquela situação. As crianças pulavam em cima dele, pegavam as coisas da mochila dele, seguravam e tocavam o Budew, Shiro se sentia num verdadeiro inferno.
    Ao olhar de longe Katy parecia agoniada, ficava enrolando os seus fios de cabelos loiros. Eve percebeu que algo tinha errado com a menina e indagou:
    Katy, o que foi?
    A garota furisode nada respondeu, apenas apontou para Shiro e Budew.
    Já sei, você está com ciúmes. Quer brincar com as crianças também. – disse Eve.
    Katy concordou mexendo a cabeça de cima para baixo.
    Só precisamos chamar a atenção das crianças que elas vão brincar com você rapidinho. Além disso, parece que o Shiro está suplicando por ajuda, o Budew também parece estar muito agoniado com aquelas crianças hehehe Talvez seja melhor deixa da forma que está.
    Eve, por favor me ajude! – pediu Katy ao segurar aos mãos de Eve. – Eu quero muito brincar com essas crianças fofas.
    Está bem. – Eve se virou para as crianças e gritou para chamar a atenção delas. – Esta aqui é a irmãzona Katy, ela quer muito brincar com você. Tenho certeza que vai ser muito divertido.
    As crianças ouviram as palavras de Eve a ignoraram e voltaram a “brincar” com Shiro e Budew. Ao ver esta reação, Eve se sentiu acabada, ela tinha sido ignorada por crianças, isto doía no orgulho dela.
    Não funcionou. – comentou Katy.
    Não precisa jogar na cara! – reclamou Eve.
    Tenha calma, tenho certeza que arranjaremos outro jeito de chamar atenção.
    O programa que estava passando na TV daquela sala havia acabado e outro estava preste a começar, um Bidoof apareceu na tela da TV e acenou para aqueles que assistiam. Ao ver aquilo, Katy correu em sua direção e colou seus olhos no Bidoof.
    Eve, vem cá!
    O que foi?
    Esta é A Grande Família Bidoof! – exclamou Katy.
    Eve não entendia nada.
    Este é um programa que passava na TV e eu sempre assistia, ela tem uma música muito boa.
    E que música seria essa? – indagou Eve.
    Já vai começar!
    Na tela apareceu vários Bidoof e um grande letreiro escrito “A Grande Família Bidoof”, depois de alguns segundos a música de abertura começou a tocar e Katy resolveu cantá-la.
    Bidoof, Bidoof, Bidoof, Bidoof, a grande família Bidoof! O Bidoof malvado e desobediente, o Bidoof doce e gentil. Todos se juntam e vira uma família de cem. O bebê Bidoof está sempre sendo envolvido por felicidade, o velho Bidoof tem olhos apertados. Os Bidoof amigáveis seguram suas mãos e fazem um grande e redondo circulo. Eles constroem uma cidade no planeta Bidoof e todo mundo ri juntos. O Buneary está tentando acenar do céu, a grande lua está envolvendo tudo, coisas ruins e tristes também.
    Sem que Katy percebesse, as crianças estavam ao seu lado.
    Nossa, você canta muito bem. – elogiou uma menina.
    Obrigada.
    Mana, você tem algum pokémon? – indagou um menino.
    Tenho um Goomy e um Piplup.
    Mostra para gente, vai. – Várias crianças pediram.
    Eu mostrarei. – sorriu Katy.
    Shiro se via finalmente livre das crianças, como Katy estava ocupada demais com elas e caminhou até Eve e avisou:
    Eu vou até a fonte Roselia, ver se encontro o Kuro. Agradeça a Katy por ter me salvo dessas crianças, acho que dessa forma vou desenvolver uma fobia.
    Shiro olhou para seu pokémon.
    Vamos indo, Budew! Ou preferi ficar aqui “brincando” com essas crianças?
    Budew balançou a cabeça para o lado e para o outro de forma desesperada, não queria ficar junto daquelas crianças nem mais um segundo.


    Na fonte Roselia, Viola e Kuro estavam se preparando para começar a batalhar.
    Então você é mesmo a líder de ginásio dessa cidade?
    Sim, é tão difícil de acreditar? – indagou Viola.
    Não, é que é muita coisa para raciocinar ao mesmo tempo. – respondeu Kuro.
    Não precisa raciocinar nem nada, apenas vamos batalhar! – exclamou Viola pulando de entusiasmo.
    Acho que vai ser um pouco injusto, você é uma líder de ginásio e eu nem sou um treinador que está atrás de insígnias. – reclamou Kuro.
    Não seja assim! Vai ser uma batalha divertida de qualquer forma, ou você está desistindo?
    Eu não! Vamos batalhar.
    Ótimo! – Viola levantou aos mãos para o alto. – Será uma batalha de um contra um, o vencedor será aquele que nocautear o pokémon do adversário. Fácil, não é?
    As regras são simples, mas tenho certeza que não será uma batalha fácil.
    Vamos começar! Vivillon, mostre suas asas!
    Foi liberado da pokébola de Viola, um pokémon borboleta, suas asas possuíam a coloração rosa.
    Um Vivilion, então você é uma líder do tipo inseto. – comentou Kuro.
    Muito bem observado. Então, qual será sua escolha?
    Infelizmente meus dois pokémons estão em desvantagens, mas não desistirei tão fácil. Sneasel, apareça. – Kuro liberou o pokémon noturno.
    Muito bem, então vamos começar. Vivillon use Buz Buzz!
    As asas do Vivillon começaram a se movimentar rapidamente em uma alta frequência, algo que gerou um som desfortalecível para Sneasel e até mesmo Kuro que não consegui dizer nada. Vivilion então com suas asas mudou seus movimentos jogando a onda sonora em cima do Sneasel que recebeu todos os danos, mas se levantou.
    Sneasel use Metal Claw!
    As garras dos Sneasel ficaram metalizadas, ele correu em direção ao Vivilion, ao chegar ao se lado pulou tentando acertá-lo.
    Vivillon desvie e use Draining Kiss.
    O pokémon inseto era muito rápido e conseguiu desviar do ataque de Sneasel facilmente, contra-atacando com o Draining Kiss, onde ele arremessou diversos beijos no Sneasel que acertaram em cheio, o jogando no chão.
    Sneasel! – gritou Kuro preocupado, mas seu pokémon se levantou mais uma vez. – Está sendo bem difícil, afinal eu não esperava menos de uma líder de ginásio. Vamos continuar com a batalha Sneasel! Se prepare e use…
    Kuro foi interrompido pelos múrmuros que ouvia, foi então que ele percebeu que estava rodeado por uma multidão. Diversas pessoas estavam assistindo sua batalha contra Viola, provavelmente estavam interessados em ver uma batalha da líder de ginásio.
    Não sabia que teria publico. – comentou Kuro.
    Apenas ignore eles, vamos continuar batalhando. – disse Viola.
    Você está certa. Sneasel use Quick Attack.
    Sneasel correu em direção a Vivillon de forma rápida, seu corpo brilhava em branco.
    Seu Vivillon pode ser rápido, mas não conseguirá desviar do Quick Attack.
    Vivilion voe para o alto.
    Sneasel estava preparado para acerta o pokémon borboleta, mas ele bateu as asas e voou bem alto, onde Sneasel não consegui acertá-lo.
    Não tem problema, Sneasel escale a estátua do Roselia e acerte o Vivilion com Feint Attack.
    Sneasel pulou na fonte Roselia e começou a escalar a estátua com suas caras ao chegar lá em cima, sua mão brilho com uma aura negra e ele pulou em cima do Vivillon.
    Vivillon desvie!
    A ordem de Viola não adiantou, e as garras de Sneasel acertaram Vivillon em cheio, mas o ataque não foi suficiente para derrubá-lo, assim continuando no ar.
    Shiro havia acabado de chegar a fonte Roselia e se assustou com a multidão.
    O que o Kuro fez dessa vez? – pensou Shiro.
    O garoto de cabelos castanhos entrou na multidão tentando ver o que estava acontecendo e quando finalmente viu, seu irmão estava batalhando contra uma mulher.
    Sneasel não pare, use Quick Attack!
    Vivilion use Bug Buzz!


    Na escola, Katy e seus pokémons continuavam brincando com as crianças, Goomy gostava e lambuzava todas as crianças com o seu corpo viscoso, já Piplup não estava gostando muito, mas aguentava. Foi então que o intervalo acabou e a professora das crianças voltou.
    Muito obrigada por cuidarem delas por esse tempo. – agradeceu a professora.
    Não foi nada, me diverti bastante. – admitiu Katy.
    Você é uma treinadora atrás, não é? – indagou a professora.
    Sim, meu sonho é me tornar a Campeã de Kalos. – revelou Katy.
    Então vai desafiar a líder da cidade?
    Aqui tem uma líder de ginásio?
    Você não sabia? Achei que tivesse vindo aqui para desafiar a líder Viola.
    Na verdade estávamos indo para Aquacorde, aqui era caminho.
    Se você quiser conhecer Viola, eu vi que ela está batalhando contra um treinador na fonte Roselia, se você correr deve encontrar ela.
    Muito obrigada. – agradeceu Katy. – Eve, vamos para a fonte Roselia antes que a batalha acabe.
    As duas se despediram rapidamente e saíram da escola indo em direção a fonte Roselia, ao chegarem lá viram a multidão enorme ao redor, tentaram se aproximar e viram Shiro.
    Shiro, o que está acontecendo aqui? – indagou Eve.
    Kuro está batalhando contra Viola, a líder de ginásio da cidade. – respondeu Shiro.
    Serio? Por que o Kuro? Agora estou com ciúme, eu que devia batalhar no lugar dele. – reclamou Katy.
    Olhe o lado bom, está é uma boa oportunidade para você ver Viola batalhando. – disse Shiro.
    Você tem razão.
    A batalha continuava, Sneasel estavam bem machucado, mas Vivilion parecia não ter levado quase nenhum dano.
    Devo admitir, essa borboleta é dura na queda. – comentou Kuro.
    É como dizem não julgue um livro pela capa. – aconselhou Viola.
    Vamos continuar! Sneasel use Icy Wind!
    Vivilion desvie e use Sleep Powder!
    Sneasel soprou uma ventania congelante em cima do Vivilion que com sua alta rapidez desviu do ataque e preparou para atacar.
    Sneasel desvie!
    Sneasel tentou fugir do Vivilion, mas sal velocidade não foi suficiente e ele foi acertado pelos esporos do Vivilion assim adormecendo.
    Que rápido. – comentou Katy.
    Sneasel, vamos acorde! – gritou Kuro.
    Agora você está acabado, Vivilion use Draining Kiss!
    Vivilion soltou beijos no ar que acertaram Sneasel facilmente. Depois do movimento os machucados do Sneasel intensificaram e ele continuava dormindo.
    Mais uma vez Draining Kiss! – ordenou Viola.
    Sneasel, acorda! Vamos acorda que eu te deixo brincar com a minha espada!
    Os súplicos de Kuro não adiantaram e o ataque acertou Sneasel mais uma vez que continuou dormindo.
    Agora vamos finalizar com Draining Kiss!
    Sneasel acorda es desvia! Eu sei que você consegue.
    Sneasel estavam em sono profundo, mas então ouviu a voz de seu treinador de longe e seguiu até ela, assim acordando. Ao abrir os olhos os beijos lançados do Villion estavam prestes a acertá-lo, mas Sneasel foi rápido e conseguiu desviar.
    Muito bem! Agora use Icy Wind. – ordenou Kuro.
    Sneasel soprou gelado em cima do Vivilion que como estava surpreso pelo ataque anterior não ter funcionado, foi acertado.
    Vamos continuar, Sneasel use Quick Attack para pegar velocidade e quando chegar perto use Icy Wind!
    Sneasel correu em direção ao Vivilion com o Quick Attack, o pokémon borboleta tentou fugir, mas não teve tempo, Sneasel estava o encarando e preparando para soprar o seu sopro gelado, mas então…
    Vivilion, Hurricane!
    As asas de Vivilion bateram de forma mais rápidas que antes e com elas Vivilion criou um furacão ao redor do Sneasel o prendendo.
    Eu não acredito que ela usou isso aqui. – comentou um homem que assitia a batalha.
    O furacão estava puxando as pessoas para perto fazendo um grande alvoroço, sacolas plásticas voavam e objetos pequenos também.
    Sneasel, tente usar o Metal Claw para sair dai de dentro!
    As guarras do Sneasel ficaram metálicas e ele tentou cortar o furacão, mas não funcionou e ele foi arremessado para o meu dele.
    Nada disso vai funcionar. Kuro, foi uma ótima batalha, mas agora está na hora de finalizar. Vivilion esmague. – Viola abriu e fechou as mãos com força.
    O pokémon borboleta bateu as asas de uma forma extremamente forte que fez o furacão fechar e explodir assim acertando Sneasel diversas vezes dentro e o jogando para longe com a explosão. Kuro correu até seu pokémon e ao chegar ao seu lado, ele estava nocauteado.
    Você batalhou bem. – Kuro retornou seu pokémon para dentro da pokébola.
    Viola chegou ao lado do garoto de cabelos negros, estendeu a sua mão. Kuro retribuiu e apertou a mão da líder de ginásio.

    Foi uma batalha bem legal, pena que perdi, afinal Viola era muito forte, digna de uma líder de ginásio. Depois disso, apresentei Viola aos meus amigos e ela ofereceu a casa dela para passarmos a noite. Ela disse que tinha muitos quartos vazios, já que a irmã dela, Alexa, não estava na cidade. Primeiramente achamos que seriamos um incomodo, mas ela insistiu tanto que aceitamos. No jantar, Viola pediu pizza para todo mundo, eu me ofereci para cozinhar, mas ela disse que não poderia deixar os convidados delas fazerem isso. Não sei porquê, mas senti que Katy, Shiro e Eve ficaram aliviados com isso. Estranho.

    Todos estavam sentados na mesa de jantar.
    Então, Katy, vai me desafiar para uma batalha? – indagou Viola.
    Futuramente, mas não agora. Vendo sua batalha com Kuro, eu pude perceber que ainda estou em um nível completamente diferente dos líderes de ginásio. Não é apenas você, mas Meyer e Valerie também estão em um nível muito superior ao meu. – respondeu Katy.
    Você conhece Meyer e Valerie? Batalhou contra eles?
    Batalhei contra Meyer uma vez e perdi feio, já Valerie, eu nunca batalhei contra ela, mas já a via batalhando muitas vezes e ela já me deu diversos conselhos, considero ela como uma irmã mais velha.
    Meyer certamente é bem forte, mas soube que ele se aposentará em breve e passará seu ginásio para seu filho, Clemont. E sobre Valerie, ela é incrível! Já vi batalhas dela e mal pode acreditar que ela era cega. Você parece conhecer muito bem ela.
    É que eu morava com ela, treinava para poder suceder o ginásio, mas eu não queria isso, eu queria batalhar contra os líderes e alcançar o topo. Mas essa tarefa se provou bem mais difícil do que pensei, por isso estamos indo para Aquacorde, para encontrarmos a Valquíria das Chamas e pedir para ela me treinar. – revelou Katy.
    A Valquíria das Chamas? Me lembro muito bem dela. A primeira batalha de ginásio dela foi comigo, ela perdeu, mas não desistiu e na vez seguinte que batalhei contra ela, parecia ser outra pessoa. Foi uma batalha bem divertida, ela me derrotou de uma forma absurda. Aposto que se treinar com ela, vai ficar muito forte. – contou Viola.
    Vou me esforça ao máximo!


    Já estava bem tarde e todos dormindo, mas então Katherine acorda de seu sonho. Ela estava eufórica, por causa da batalha de mais cedo, estava ansiosa para ficar mais forte e enfrentar Viola, Meyer e até Valerie. Como não conseguia voltar a dormir, se levantou da cama e foi até a varanda que ficava ao lado da sala. Ao chegar lá se encontrou com Kuro com um olhar pensativo.
    Não está conseguindo dormir? – indagou Katy.
    Sim, eu apenas estou tentando ingerir tudo que aconteceu. Viola é uma treinadora muito forte, tenho certeza que se usasse o Carnivine também, eu perderia da mesma forma. Aquele Hurricane era bem assustador. – respondeu Kuro.
    Era mesmo. – riu Katy.
    Katy, você certamente se tornaria uma ótima líder de ginásio. Por que preferiu ir atrás das insígnias?
    Eu nunca quis ficar presa para sempre naquele ginásio, sei que é uma profissão muito honrada e respeito muito ela, mas eu sempre quis sair para conhecer o mundo, conhecer os pokémons e as pessoas. Sempre tive essa vontade de ir atrás de insígnias, além do mais quando era bem pequena eu fiz uma promessa que me tornaria a campeã de Kalos. Sei que era apenas uma promessa boba de infância, acho que a pessoa para quem eu fiz nem se lembra de mim, mas esse é o meu sonho e vou seguir ele até o fim.
    Também fiz uma promessa quando era pequeno, na verdade fiz várias e quebrei muitas também. Mas a promessa mais importante que eu fiz foi com o Shiro e com outra amiga nossa, nos prometemos que nada sobre nossos passados importavam antes de nos conhecermos no orfanato Bretteur e que seguiríamos para o futuro sem arrependimentos.
    Bretteur? Esse não era o sobrenome de vocês?
    Não, na verdade, eu possuo outro sobrenome, assim como o Shiro, mas desde que fizemos aquela promessa adotamos o nome do orfanato como sobrenome para esquecermos nossos passados.
    Então é que nem o meu Fée. Como eu fui deixada na porta da casa da vovó Genkai, eu nunca soube meu sobrenome de verdade, mas como muitas outras garotas furisodes adotei o sobrenome da vovó e por causa disso, hoje me chamo Katherine Fée.
    Interessante. – disse Kuro. Katy, por favor não diga ao Shiro que te disse sobre a nossa promessa, isto pode trazer memórias ruins para ela. Para falar a verdade eu não sei o que aconteceu com ele antes de chegar ao orfanato Bretteur, mas a primeira vez que o vi, Shiro parecia acabado, seus olhos possuíam um completo vazio, tenho certeza que ele sofreu muito no passado, felizmente agora ele está se divertindo de estar com vocês! Não via ele sorrir assim a muito tempo.

    Eu estava falando do Shiro para Katy, mas, ao mesmo tempo, falava de mim. Quando conheci Shiro ele não era o único de olhos vazios, eu também era assim, mas de alguma forma sentia uma aura sombria ao redor de Shiro, meus olhos eram vazios, mas os deles eram como se fossem buracos negros. Felizmente Alice mudou isso e nos tirou da solidão, tenho certeza que devemos muito a ela, por isso temos que trazer ela de volta.

    Cidade de Santalune, 14 de outubro de 2016.

    O sol nasceu mais uma vez. Nos arrumamos e nos despedimos de Viola, estávamos chegando próximos a Aquacorde, mas o que não sabíamos é que a partir daquele dia, tudo começaria a se desmoronar novamente. Mais uma vez sentiríamos…

    O desespero.

    Leave a Reply

    Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

  • Copyright © 2013 - Hyperdimension Neptunia

    Pokemon Zoroark Worlds - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan