• Posted by : Dark Zoroark 10 de ago de 2016


    O mundo Pokémon é enorme, cheio de mistérios e aventuras. A jornada de Katherine continua caminhando, mas não é por isso que o mundo a sua volta para, o mundo continua em constante mudanças. Há diversos treinadores e treinadoras com sonhos de alcançar o topo, Katherine pode ser a protagonista desta história, mas não é a única que almeja isso. Mais uma vez mudanças ocorrem e com elas novos segredos e mistérios são revelados.

    Cidade de Laverre, 20 de outubro de 2016.

    O ginásio era fechado e escuro com diversas luzes representando estrelas e a lua, era como se fosse um planetário. Valerie estava batalhando contra uma treinadora, que a desafiara, de cabelos longos, mas amarrados fazendo um rabo de cavalo da cor azul-claro assim como seus olhos, ela vestia sapatos azuis com detalhes brancos que pareciam nuvens, usava uma meia longa listrada em apenas uma das pernas, vestia um short curto branco com detalhes fazendo parecer uma minissaia se olhada de longe. A camiseta que vestia cobria apenas os seios, deixando sua barriga a mostra, esta camisa era branca com detalhes em azul, a treinadora também usava diversos outros acessórios que pareciam com nuvens, além de brincos e uma presilha azul. Esta treinadora se chama Lisia e estava travando um grande batalha contra Valerie. Além das duas diversas outras garotas furisode estavam assistindo a batalha. Mas apenas dois pokémons estavam no campo de batalha, a Sylveon da Valerie, e o Altaria da Lisia.
    Ali use Steel Wing!
    As asas do Altaria brilharam, transformando suas asas, que pareciam nuvens, em metal. Altaria voou em direção a Sylveon tentando acertá-la com suas asas metalizadas, mas conforme Valerie mexia seus braços, Sylveon desviava dos ataques. Altaria continuou tentando acerta a Sylveon, tentou acertar de cima para baixo, mas a Sylveon pulou. O pokémon dragão rapidamente desviou para cima seguindo a Sylveon, que desviou para o lado esquerdo rapidamente.
    Agora, Sylveon use Psyshock!
    Sylveon lançou diversos raios roxos e luminosos de suas fitas que acertaram Altaria em cheio, o jogando para longe.
    Ali! – exclamou Lisia preocupada, mas seu pokémon logo conseguiu recobrar o voo.
    Valerie certamente estavam em vantagem, mas Lisia não queria perder.
    A Sylveon é muito rápido, se continuar assim nunca vou acertá-la. – pensou Lisia. – Ali use Dragon Dance! – ordenou Lisia.
    Altaria bateu suas asas com força no ar fazendo com que uma aura vermelha subisse pelo seu corpo, aumentando seu poder de ataque e velocidade.
    Sylveon aproveite e use Misty Terrain.
    Sylveon fez suas fitas girarem e alterou o campo, agora ele estava envolto a uma névoa rosa que o cobria todo. Esta névoa, impedia de pokémon no chão de sofrerem qualquer efeito de status negativos e dividia em 2 o poder dos ataques tipo dragão. Além disso, deixava o campo mais difícil de ser enxergado.
    Ali com seu poder aumentando, acerte a Sylveon com Steel Wing.
    As asas do Altaria ficaram metalizadas, ele voou em direção a Sylveon que desviou, conforme os braços de Valerie mexiam como se estivesse dançando.
    Ali continue com o Steel Wing até acertá-lo.
    Altaria continuou tentando acertar Sylveon que desviava facilmente, o pokémon dragão tentou acertar, mas Sylveon desviou pulando para atrás, Altaria continuou e seguiu em frente, mas Sylveon desviou se jogando para esquerda. Altaria mudou sua direção de vou e foi de encontro com a Sylveon que desviou facilmente.
    Como isso é possível? Tenho certeza que a velocidade do Ali é maior que a da Sylveon, mas ela continua desviando como se prevê-se os movimentos do Ali. Isto é por causa da Valerie, o jeito que ela movimenta as mãos parece uma dança, mas ela está ordenando a Sylveon, a mandando desviar para lados diferentes como se soubesse de onde o ataque viria. – pensou Lisia.
    Altaria continuava tentando acertar Sylveon, cortando o ar para esquerda, direita, cima, baixo, mas nada adiantava a Sylveon desviava com perfeição.
    Vamos acertar dessa vez, Ali cruze até as costas da Sylveon e comece a voar de um lado para o outro fazendo um zigue-zague sem se focar na Sylveon, apenas continue cortando o ar com sua Steel Wing. – ordenou Lisia.
    Altaria fez como ordenado e começou a voar de um lado para o outro de forma rápida, causando um vácuo que puxou Sylveon para receber o ataque.
    Sylveon use suas fitas para pegar o Altaria pelas asas, em 3 segundos, mire a 2 metros e 21 centímetros a sua esquerda. Depois arremesse ele.
    Sylveon fez como ordenado e jogou suas fitas em cima do Altaria que não parava de se mexer, assim prendendo suas asas. Altaria tentou continuar com o Steel Wing, mas Sylveon o arremessou no teto do ginásio causando grandes danos.
    Sylveon use Moon Blast.
    Antes mesmo que Altaria conseguisse sair do teto, uma bola gigante e rosa de energia foi formada na boca da Sylveon que arremessou em cima dele causando uma grande explosão no teto e o fazendo cair no chão.
    Ali! – exclamou Lisia, mas seu Altaria conseguiu se levantar apesar dos machucados.
    Estou muito supressa. Seu Altaria certamente é bem resistente, a maioria dos pokémons que enfrento já teriam sido derrotados a essa altura. – elogiou Valerie.
    Não adianta ser resistente se não conseguimos acertar a Sylveon, mas não se preocupe, vamos virar o jogo. Ali use Dragon Dance.
    Mais uma vez uma aura vermelha subiu ao redor de Altaria aumentando seu ataque e velocidade.
    Agora, use Steel Wing! Tenho certeza que acertaremos dessa vez!
    Mai uma vez, Altaria voou em direção a Sylveon, mas dessa vez estava bem mais rápido e poderoso. Valerie mexeu seus braços novamente e Sylveon preparou para pular para esquerda.
    Não vai conseguir, Ali mude de direção.
    Altaria virou em direção a Sylveon que estava pulando para sua frente, mas as patas da Sylveon o enganaram, assim pulando para direita e não esquerda e desviando do ataque.
    Ela sabia que eu conseguiria perceber para onde a Sylveon pularia e ordenou que fingisse e pulasse para outro lado. Não é hora de ficar pensando nisso, se concentre na batalha. – pensou Lisia. – Ali use Moon Blast! – exclamou ela.
    Sylveon faça o mesmo.
    Os dois pokémons reuniram energia em frente de suas bocas, formando bolas rosas gigantes que foram lançadas em cima do outro, assim se colidindo causando uma grande explosão que empurrou os dois pokémons para longe, formando uma grande fumaça, onde não se podia ver mais nada.
    Sylveon, o Altaria está ali. – Valerie apontou para o meio da fumaça. – Vamos finalizar está batalha.
    Sylveon concordou com a cabeça. O pokémon fada correu em direção a Altaria que dentro da fumaça não conseguia enxergar nada.
    Droga, como ela consegue saber onde o Ali está? – indagou Lisia. – Ali desvie!
    Sylveon você está perto, agora use Last Resort!
    O corpo da Sylveon brilhou e ela ficou mais rápida correndo de um lado para o outro como se fosse um raio de luz.
    Ali, cuidado!
    Lisia, foi uma ótima batalha, mas ela acaba aqui. – disse Valerie.
    O Altaria voava de um lado para o outro tentado desviar, mas não conseguiu e Sylveon acertou seu corpo em cima do Altaria o nocauteando.
    Altaria está fora de combate, Valerie é a vencedora. – anunciou Linnea que estava sendo a juizá da batalha.
    Parece que Valerie, era demais para nos dois. – disse Lisia retornando seu Altaria para pokébola. – Você foi muito bem Ali.
    A líder cega caminhou até Lisia e estendeu sua mão.
    Foi uma ótima batalha! – disse ela.
    Lisia concordou com a cabeça e apertou a mão de Valerie.
    Valerie está muito a minha frente, a batalha inteira ela estava conduzindo através de sua dança como se fosse um maestro comandando sua orquestra. É parataticamente impossível pensar que ela é cega, a batalha toda ela se tornou os olhos de seus pokémons, sabendo exatamente o que fazer e quando fazer, como se estivessem sempre um passo a minha frente, sabendo tudo que eu faria. Batalhar com ela foi uma experiência incrível, mas eu ainda tenho que ficar muito mais forte para derrotá-la. O mundo é enorme e cheio de pessoas incríveis com diversas habilidades e estilos diferentes. Este é um mundo muito interessante. – pensou Lisia enquanto segurava a mão de Valerie.
    A batalha havia acabado, foi então que uma senhora velha, baixa, que segurava um cajado para se apoiar entrou no campo gritando:
    A quanto tempo, minha irmã!
    Genkai que também assistia a batalha caminhou até a outra velha e indagou:
    O que faz aqui, Yumi?
    É assim que você trata sua irmã depois de tanto tempo? Apesar de morarmos na mesma cidade faz tempo que não nos vemos. – disse Yumi.
    Isto é porque eu fico ocupada demais cuidando do ginásio e você com seu fã clube. – explicou Genkai.
    O que disse é verdade, mas poderia vir me visitar as vezes. – pediu Yumi. – Deixando isso de lado, vim chamar todas vocês para uma festa que nos do Fã clube Pokémon estamos organizando.
    Uma festa? Qual o motivo?
    Nenhum especial, apenas acho que as vezes é bom descontrair um pouco. Vai ser muito divertido e todas estão convidadas, até você ai, garota nuvenzinha. – Yumi apontou para Lisia. – A festa vai ocorrer hoje de noite, espero muito que vocês aparecem, principalmente você, irmã Genkai.


    Era um quarto grande com um campo de batalha normal no meio, Blossom estava treinando com seu Swirlix. Ela treinava constantemente depois de sua derrota para Katherine. Estava sozinha até que Kali entrou no quarto de treinamento.
    Então era aqui que você estava. – comentou Kali. – Eu estava de procurando.
    O que foi, Kali? – indagou Blossom.
    A tia-avó Yumi disse que daria uma festa, vai ser muito divertido, vim chamar você para participar.
    Não posso ir, tenho que ficar treinando.
    Pare com isso, Blossom! Um dia sem treinar não vai te matar. – reclamou Kali.
    Mas eu tenho que continuar treinando, desde que perdi para Katy, me sinto tão fraca. Se ela tivesse usado algum pokémon que estivesse em vantagem eu até aceitaria a derrota, mas eu que estava em completa vantagem e mesmo assim perdi. Tenho que ficar muito mais forte para honrar o título de candidata a sucessora e finalmente suceder a Valerie.
    Qualquer uma de nos perderíamos para Katy naquela batalha. Afinal quem imaginaria que aquele Goomy teria Iron Tail? Além do mais, você foi uma das primeiras escolhidas para se tornar uma candidata, eu mesmo, só me tornei uma agora, isto porque a Katy rejeitou se tornar uma e foi embora. – contou Kali.
    Você está errada. Você se tornou uma candidata, pois tem potencial Kali, tenho certeza que tem grandes chances de suceder Valerie, mas eu não sou nada comparada a vocês.
    Kali olhou para Blossom com uma cara seria e então repentinamente agarrou os peitos da irmã e começou a apertá-los.
    Kali, o que você está fazendo? – reclamou Blossom tentando empurrar sua irmã pervertida para longe.
    Apesar de seus peitos não serem grandes como os da Katy, eles são bem maiores do que os meus. Que vida injusta, me sinto uma tábua. – disse Kali enquanto apalpava os peitos de sua irmã.
    Me solta logo.
    Está bem. – Kali soltou sua irmã.
    Por que você fez isso? – indagou Blossom
    Você disse que não era nada comparada a gente, mas seus peitos são bem maiores que os meus, então você não pode dizer isto. – respondeu Kali.
    Mas que lógica idiota é essa!
    Kali não respondeu nada apenas sorriu e perguntou:
    Então, irmã Blossom, vamos para a festa?
    Está certo, mas nunca mais aperte meus peitos daquela forma!
    Fale a verdade, você ficou exitada, não ficou? – indagou Kali com um sorriso malicioso.
    Claro que não, sua idiota pervertida! – berrou Blossom toda corada.


    Era uma casa grande, na sua frente havia uma logo escrito, Fã Clube dos Pokémon, embaixo do nome havia uma folha de outono bem grande com três pontas, cada uma com um pokémon, Chespin, Froakie e Fennekin.
    Parece que é aqui onde aquela senhora nos disse que a festa ocorreria. – disse Oliver.
    Já tem mais de uma semana que estamos em Laverre passando nossa lua de mel e nunca percebemos esta construção. – comentou Elaine.
    Laverre, apesar de não ser enorme como Lumiose, é bem grande. – confirmou Oliver.
    Vamos entrar, a festa já deve ter começado. – sugeriu Elaine.
    Ele concordou e os dois resolveram entrar.
    Ao entrarem viram diversas pessoas de diferentes tipos, muitas pessoas estavam fantasiadas, mas o que mais chamou a atenção dos dois foi a grande quantidade de garotas vestindo furisodes, algo que os fizeram lembrar de Katy.
    Que bom que vocês vieram. – comentou Yumi que cumprimentou os dois. – Espero que se divertam. Temos jogos, bebidas, comida e tudo que quiseram. Se tiverem alguma dúvida é só me perguntar.
    Essas são as garotas furisodes? – indagou Oliver.
    Isto mesmo, meu jovem. Elas são treinadas no ginásio de Laverre para uma delas sucederem a líder. – respondeu Yumi.
    Quer dizer que você poderia ser a avó de Katy? – perguntou Elaine.
    Não, você estão me confundido com minha irmã, Genkai. Se querem falar com ela esperem aqui que vou procurar por ela.
    O casal resolveu esperar sentados num sofá enquanto Yumi procurava sua irmã. Enquanto esperavam, um homem bem velho sentou no lado dos dois.
    Querem ouvir uma história? – O velho perguntou ao jovem casal.
    Obrigada, mas não precisa. – respondeu Elaine.
    Era uma vez …
    Ela disse que não precisava. – reclamou Oliver.
    – … um jovem treinador que sonhava …
    Agora que ele começou não vai parar. – comentou um homem que passava por perto.
    Depois de muito tempo ouvindo histórias daquele velho homem, Yumi finalmente voltou acompanhada de uma outra senhora de idade.
    Esta é a minha irmã Genkai. – apresentou Yumi.
    Todos apertaram as mãos e revelaram seus nomes um pôs outros.
    Agora que já se conhecem, podem conversa, pois eu tenho que resolver outras coisas por aqui. – Yumi se despediu e desapareceu em meio a multidão.
    O que queriam falar comigo? – indagou Genkai.
    Não é nada demais, apenas cumprimentar você. – respondeu Oliver.
    Me cumprimentar? O que eu fiz para que merecesse isso?
    Não foi nada que você fez e sim a Katy, ela nos pediu que para se encontrássemos com você que mandássemos um oi.
    Vocês conheceram a Katherine?
    Sim, ela nos ajudou muito. Se não fosse ela coisas muito ruins poderiam ter acontecido. Acho que podemos dizer que ela foi a nossa salvadora. – respondeu Elaine.
    Genkai sorriu e disse:
    O que será que essa menina anda aprontando? De qualquer forma, fico muito feliz em saber que ela acabou ajudando vocês.

    A festa continuou por um bom tempo, diversos jogos e brincadeiras foram feitas, parecia uma bagunça, mas todos estavam se divertindo.
    Se você está querendo se tornar a Campeã de Kalos pode ir tirando o Ponyta da chuva que este posto será da Katy. – falou Kali para Lisia.
    Kali, não precisa falar dessa forma, é claro que estamos torcendo pela Katy, mas Lisia com certeza é uma ótima treinadora. – argumentou Valerie. – Lisia, você disse que veio de Hoenn, por que escolheu participar da Liga de Kalos e não a da sua região natal?
    Em Hoenn eu segui o ramo de coordenadora, me tornando uma das mais famosas da região. Só que como eu queria saber mais sobre outros ramos, resolvi me tornar uma treinadora por influência de meu tio Wallace, mas como em Hoenn eu me tornei muito conhecida, uma jornada em lá seria um pouco maçante com milhares de pessoas pedindo meus autógrafos, por isso resolvi começar minha jornada como treinadora em outra região. Além disso, sempre tive vontade de conhecer o mundo fora de Hoenn, saber que existem pessoas incríveis como você ou tio Wallace me deixa cada vez mais eufórica para batalhar. Eu escolhi vim para Kalos, pois soube que a Liga de Kalos é uma das maiores do mundo, reunindo treinadores de todas as regiões. – respondeu Lisia.
    Tio Wallace? Quando você fala dele, poderia estar dizendo do líder de ginásio de Sootopolis?
    É ele mesmo, minha mãe é a irmã mais velha dele.
    Está explicado todo o potencial que sinto em você. – disse Valerie. – Nunca o conheci, mas dizem que ele é um líder de ginásio incrível.
    O meu tio é sim, mas eu não sou tão boa. Estou muito longe de conseguir alcançar ele ou você. Na nossa batalha eu pode ver perfeitamente a diferença entre nossos níveis.
    Não se preocupe, tenho certeza que se treinar bastante e dar tudo de si, conseguirá me derrotar um dia, até lá estarei te esperando para batalharmos novamente. – prometeu Valerie.


    O tempo passava e estava ficando tarde, as pessoas já começavam a ir embora da festa. Genkai e Yumi estavam sentadas uma do lado da outra conversando. Foi então que Emily, uma garotinha ruiva correu em direção as duas.
    Vovó Yumi, tia-avó Genkai, a prima Kali tá apertando os peitos da prima Blossom contra vontade dela. – dedurou Emily.
    Elas são suas netas, se resolva. – disse Yumi.
    Emily, deixe isso para lá, daqui a pouco a Kali para, ele é sempre assim. – comentou Genkai.
    Se você diz.
    Emily foi embora e deixou as duas velhas irmãs sozinhas.
    Ela é uma fofura, não é? – Yumi perguntou retoricamente. – Está com ciúmes de não ter uma neta.
    Eu tenho um monte de netas, até demais para meu gosto. – reclamou Genkai.
    Não estou falando das garotas furisodes, estou falando de uma neta biológica. Uma que tenha o sangue dos Fée na veia.
    Isto não importa para mim, as minhas netas atuais já são suficientes.
    Não minta. Você, com certeza, quer conhecer a sua neta biológica. Depois que a sua filha grávida fugiu, você certamente ficou com vontades de conhecer a sua neta depois que nascesse, mas nunca a encontrou. – contestou Yumi.
    Eu não me importo mais com isso, a Naomi fugiu, porque não queria mais ficar comigo. Não sei o que aconteceu com ela, nem quero saber. Para falar a verdade, nem sei se a minha neta chegou a realmente nascer. – explicou Genkai.
    Qual era mesmo o nome que Naomi queria dar para ela?
    Juvia, a minha neta se chamaria Juvia.
    Apesar de estar conversando de forma fria, Yumi sentiu que aquela conversa estava trazendo tristes recordações e arrependimentos de sua irmã, por isso resolveu trocar de assunto:
    E sobre sua neta Katherine, soube que ela não quis se tornar uma candidata e seguiu o rumo de uma treinadora atrás das insígnias.
    Dá para acreditar naquela ingrata? Cuidei dela por longos 16 anos e o que ela me faz? Diz que quer sair pelo mundo derrotando líderes de ginásios. – sorriu Genkai.
    Você está reclamando, mas parece bem feliz. – comentou Yumi.
    Talvez, eu esteja. De certa forma Katherine me lembra a mãe dela.
    Você já falou para ela sobre os seus pais
    Não, a mãe de Katherine pediu para eu não contar nada sobre ela até que eu achasse que sua filha estivesse pronta. Cuidei de Katherine por esse tempo todo e ainda a fiz pensar que a deixaram na porta de casa em uma cesta sem nenhuma identificação. Tenho certeza que quando eu revelar a verdade para ela, vou receber muitas reclamações. – falou Genkai.
    Você ainda guarda o pingente que a mãe dela deixou?
    Claro que sim, quando Katherine estiver pronta, entregarei para ela, o primeiro e último presente de sua verdadeira mãe.
    Você acha que vai demorar muito até isto acontecer? – indagou Yumi.
    Não sei, mas eu sinto que da próxima vez que nos encontrarmos, ela estará pronta.
    A festa continuou por muito tempo, muitos iam embora, mas outros resolveram ficar para virar a noite. Nem bandidos, nem gangues, nem psicopatas, nem pokémons ladrões, nada de anormal ou mesmo grande aconteceu, tudo foi bem simples e banal. Foi uma festa tranquila apesar de agitada, serviu para muitos descansarem um pouco. A noite passou, o sol se mostrava mais uma vez e depois de muito tempo, a festa…

    Acabou.

    Leave a Reply

    Subscribe to Posts | Subscribe to Comments

  • Copyright © 2013 - Hyperdimension Neptunia

    Pokemon Zoroark Worlds - Powered by Blogger - Designed by Johanes Djogan